Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

100 Histórias para Partilhar

Este blog pretende ser um espaço de partilha da prática pedagógica de uma educadora de infância. Todos os textos ,fotos e videos estão sujeitos ao RGPD.

100 Histórias para Partilhar

Este blog pretende ser um espaço de partilha da prática pedagógica de uma educadora de infância. Todos os textos ,fotos e videos estão sujeitos ao RGPD.

Seg | 25.02.19

Atividade experimental na nossa sala

Já há muito tempo que não vos falamos do que temos andado a fazer nas "experiências". Desde descobrirmos como e porque aparece o arco-iris, a compreendermos como um objeto grande consegue entrar em espaços mais pequemos até aos cristais e como fazê-los crescer tudo isso temos vindo a descobrir.  As atividades de ciência experimental oferecem às crianças a possibilidade de conhecerem o mundo de uma forma mais rigorosa e aprofundada, mediante a utilização de diversos procedimentos e capacidades (observar, registar, medir, comparar, contar, descrever, interpretar) que não são exclusivos da ciência, existindo por isso, uma forte conexão das ciências com outros domínios, nomeadamente das expressões, da matemática e da linguagem.

DSCN0189.JPG

Nesta primeira imagem estivemos a descobrir como a falta de "oxigénio" faz com que a vela se apague e exerça uma força que faz com que o ovo consiga entrar dentro do frasco.

DSCN0219.JPG

Sobre o arco -iris a questão era "quantas cores tem o arco-iris?" Colocámos uma tina de água sobre um projetor e verificámos que a luz se dividia em sete cores projetando um pequeno arco-íris dentro da sala.

DSCN0225.JPG

Esta semana surgiu a questão se os cristais cresciam? Fomos ver que na sala tinhamos uns cristais que não parecia que crescessem mas que outros  talvez...

Fomos colocar duas medidas de sal num recipiente e juntámos água e por fim colocámos corante. 

Em seguida com uma tira de papel ligamos os recipientes dois a dois e colocámos à janela para a água evaporar . Vamos ver o que vai acontecer.

DSCN036211.jpg

DSCN036811.jpg

DSCN0376.JPG

DSCN0379.JPG

Na linha de pensamento de Hodson (1998) e Glauert (2005) podemos definir quatro áreas-chave na educação científica do jardim-de-infância:
1. Conhecimento e compreensão dos conceitos científicos acerca dos seres vivos e ambiente, dos materiais e suas propriedades e processos físicos (electricidade, magnetismo, som, luz, forças e Terra e espaço). 

2. Capacidades e conhecimento de procedimentos relacionados com a investigação científica.  Capacidades aquisitivas (observar, pesquisar, investigar); organizacionais (registar, ordenar, agrupar, classificar); criativas (planear, prever, inventar); manipulativas (medir, pesar, utilizar instrumentos - lupa, balanças, ímanes, fita métrica); comunicacionais (questionar, descrever relatar, discutir, escrever, responder, explicar).
3. Atitudes científicas e qualidades pessoais que facilitam a aprendizagem e contribuem para o desenvolvimento da cidadania. A curiosidade, a flexibilidadedo pensamento, o respeito pela evidência, a perseverança, a cooperação, a predisposição para fazer perguntas, a reflexão crítica que permite reconhecer os erros e aprender com eles.
4. Ideias acerca da ciência e dos cientistas. Compreender a natureza e os processos da ciência, a sua história e evolução e as interacções entre ciência, tecnologia e sociedade.

Seguindo este raciocínio, esta atividade foi objeto de registo individual, no sentido de cada um explicar atraves do desenhos os passos dados na experiencia e um registo coletivo , que permita ir monitorizando os resultados da experiencia.

DSCN0387.JPG

DSCN0386.JPG

“Cada vez mais os cidadãos devem ser cientificamente cultos, de modo a serem capazes de interpretar e reagir a decisões tomadas por outros, de se pronunciarem sobre elas, de tomar decisões informadas sobre assuntos que afectam as suas vidas e as dos outros. A formação de cidadãos capazes de exercer uma cidadania activa e responsável é uma das finalidades da educação em ciências” (Martins et al., 2009, p.11).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.